Arroz, Feijão e Bife

Ontem à noite no Prêmio Paladar, prêmio para os melhores pratos da gastronomia de São Paulo realizado pelo Caderno Paladar do Estadão, nada chamava muito à atenção. Até que foi anunciado o prêmio para o melhor prato Trivial da cidade.

Tudo bem que os finalistas desta categoria eram todos restaurantes de peso na cena gastronômica da cidade, afinal é natural que os membros do júri não tenham perdido tempo com seus cartões de crédito liberados, mas o premio dado nesta categoria não poderia deixar de chamar mais a atenção do que chamou, sendo entregue ao chef Alex Atala do DOM e do, à abrir, Dalva & Dito.

Arroz, feijão e bife do DOM - foto Paladar online

Arroz, feijão e bife do DOM – foto Paladar online

Pois é, o top chef brasileiro, jovem reconhecido hoje no mundo todo como melhor chef do país tropical, dono do 40º melhor restaurante do mundo no principal ranking da categoria em 2008, que pesquisa incessantemente os ingredientes brasileiros por este país e que há 4 semanas recebeu em São Paulo alguns dos maiores chefs do mundo servindo-lhes o turu, um tipo de verme amazônico encontrado dentro de toras de madeira, foi premiado por um dos mais importantes jornais do país pelo seu prato…. Feijão, Arroz e Bife. Simplesmente genial.

Ele mesmo já disse outras vezes que arrancar suspiros e aplausos de seus comensais com pratos franceses ou elaborações mirabolantes com ingredientes brasileiros é fácil, afinal quem é que come todo dia fois gras, vieiras marinadas ou consommé de cogumelos? O difícil, disse ele, é arrancar suspiros de um brasileiro servindo-lhe arroz com feijão, o prato que a gente come quase todo dia desde criancinha. “Se um comensal me disser que meu arroz com feijão está bom, vou saltar de alegria”.

Arroz, feijão, bife e fritas versão popular - foto blog Brasileiro Gosta

Arroz, feijão, bife e fritas versão popular – foto blog Brasileiro Gosta

E é com este espírito de valorização não somente de nossos ingredientes ou de nossa cultura de raíz, mas também de nossos hábitos e costumes à mesa, que alguns chefs começam a brilhar na cena nacional e internacional. Este me parece um bom caminho para se resgatar a confiança em nossa própria comida. Além das frutas exóticas e das combinações de jambú com arroz de pequi (esta é minha, parece boa, deve funcionar principalmente se você se picar com os espinhos do pequi), os pratos de botequim, os pratos do dia paulistano, e a criatividade caseira, enfim, o hábito gastronômico brasileiro, também devem ser mais premiados pelos bons restaurantes da cidade.

Pois é, pode saltar de alegria Alex, esta foi boa!

Links:

Caderno Paladar

Blog Brasileiro Gosta

Anúncios