Recriando a natureza

Como estamos na semana da sua visita, e ele está na mídia e em todo o lugar, o assunto ainda está fresco . Ontem assisti à apresentação do chef Ferran Adrià no Senac. Filmei tudo. São gigas e minutos que não acabam mais, exceção para a lei de murphy, pois no ultimo video meu memory card esgotou antes do final. Mas dá prá entender a proposta. E que bela proposta.

Então vou mostrar estes aqui primeiro. Começar pelo fim da apresentação dele, depois quem sabe posto os videos do inicio da apresentação (ele falando e algumas receitas que ele prepara no palco). Vale a pena ver os dois, são curtinhos. No primeiro aqui ele narra (com a cabeça na frente da tela) como é que ele reconstrói um morango. É, entre outros ingredientes, ele desconstrói e reconstrói o morango, que fica mais gostoso que o original (eu provei e achei um exagero de delicioso, como reforçar o sabor bom de algo naturalmente bom). E acreditem, é tudo natural, químico é claro, mas a mesma química que já usamos em casa há décadas, ou seja, neste aqui o que há de mais químico é uma gelatina, destas que a gente compra no supermercado para cozinhar em casa, não tem nada de pipetas e tubos de ensaio como tem gente que ainda diz.

O segundo vídeo é uma maravilha de obra de arte que o irmão dele cria, o patissier Albert Adrià. Diz Ferran que isto está no mínimo 10 anos à frente do que ele serve no elBulli hoje. São os pratos do livro que ele lançou há pouco chamado Natura. Dêem uma olhada nos slides, na composição estética dos pratos. São todos pequenos pedaços da natureza, para comer. São muito bonitos.

Mimetisando Fresas:

Pratos Natura: